Projetos de Pesquisa

Pedagogia do Instrumento

 

Esta pesquisa tem por objetivo examinar concepções relacionadas ao termo “pedagogia do instrumento” e suas especificações (“pedagogia do piano”, “pedagogia vocal”, etc.), bem como ações relacionadas ao ensino e aprendizagem do instrumento, na perspectiva do professor, do aluno, dos materiais, do formato. No campo conceitual, a pesquisa tem sido usada no curso de pós-graduação (disciplina Pedagogia do Instrumento).

No campo prático-conceitual, ela se aplica à graduação, nos cursos de Estágio Supervisionado, Práticas de Ensino e Aprendizagem Musical (PEAM), nos cursos de Licenciatura a Distância (Teclado 1, 3 e 4), na Extensão (Projetos de Ação Comunitária - PEACs e cursos de Extensão na própria unidade).  O objetivo do projeto é estudar conceitos, concepções e ações que possam servir de base tanto para pesquisa teórica quanto para aplicação prática.

Assim, temos como objetivo estudar o conceito de “pedagogia do instrumento” e expressões afins para clarificar, esclarecer e definir o que tem sido entendido por ele e o que poderia ser em entendido por ele no âmbito da educação superior presencial e à distância, bem como em outras instâncias de ensino e aprendizagem do instrumento.

 

 

 

 

 

 

 

 

Projetos de Pesquisa

Música Popular na Educação Musical

 

O foco da pesquisa está no ensino e aprendizagem da Música Popular (MP) em diferentes contextos.

Os objetivos são: investigar a relação entre os indivíduos e a MP, as concepções e vivências que emergem desta relação; desenvolver práticas de ensino e aprendizagem da MP na educação musical escolar; estudar possibilidades pedagógicas e musicais em repertórios e tipos específicos; estudar as práticas, contextos e conhecimentos que emergem na audição da MP, buscando interseções com pesquisas no campo da educação auditiva musical, a aprendizagem vocal e instrumental; desenvolver projetos com jovens e adultos com abordagens coletivas e colaborativas.   A pesquisa de campo inclui surveys, entrevistas e observações participantes com foco nas diferentes situações de ensino e aprendizagem.

A pesquisa busca um trânsito interdisciplinar, desenvolvendo ações específicas, ou projetos vinculados ao tema, incluindo: projeto de pesquisa-ação em música popular (2007); significados musicais nas práticas e formas de organização musical (2007); caracterização de tipos da MP e aprendizagem na perspectiva dos ‘fãs’ (2008); aprendizagem informal na educação musical formal (2008-2009); aprendizagem musical do produtor de música de pista (início em 2009). 

Desde 2009, vem desenvolvendo um projeto em uma escola pública de Ensino Médio de Brasília, como fonte de trabalho empírico sobre propostas pedagógicas orientadas segundo princípios de aprendizagem dos músicos populares.

 

 

 

 

 

 

 

Projetos de Pesquisa

Tradição e Inovação da Música no Brasil

 

O presente projeto visa uma reflexão sobre as questões relativas à tradição e inovação que permeiam as práticas e discursos sobre a música no Brasil em diversos contextos históricos e sócio-culturais. Compreende a música como prática cultural e discurso socialmente construído no qual os diversos posicionamentos críticos relativos aos processos de resgate ou continuidade da tradição e busca por inovação refletem e impactam mutuamente processos sócio-culturais mais amplos.

Enquanto discurso socialmente construído a música demanda abordagens analíticas que permitam relacionar suas dimensões musicais com as socio-culturais. Trata, portanto, de engajar uma interlocução entre as ferramentas analíticas construídas pela musicologia/ etnomusicologia e a crítica cultural.  A constituição deste projeto emergiu de uma vocação demonstrada pela produção discente e sua positiva interlocução com os docentes orientadores e as disciplinas oferecidas pela Linha A do PPG-MUS.

 

 

 

 

Projetos de Pesquisa

Formação de Professores de Música: saberes e competências

 

As práticas pedagógico-musicais ocorrem em diversos contextos sociais e envolvem diferentes relações e interações de ensino e aprendizagem, que produzem saberes docentes específicos e de natureza plural. O professor, licenciado ou leigo, aprende a ensinar e torna-se professor na formação e no exercício da profissão, estabelecendo um diálogo contínuo entre teoria e prática.

 O projeto visa mapear e compreender as práticas e os saberes da ação pedagógico-musical de professores de música (licenciados ou não), músicos, oficineiros e licenciandos que atuam em diferentes contextos de ensino e aprendizagem musical em Brasília e Distrito Federal.

Nesse sentido pretende-se responder às seguintes questões: qual a formação dos professores que atuam em diferentes espaços e contextos de ensino e aprendizagem musical de Brasília? Que atividades e práticas musicais eles desenvolvem? Por que e como? Que saberes e competências eles mobilizam nessas atividades e práticas? Que dificuldades e desafios eles encontram? Onde e como procuram soluções e novos conhecimentos? Quais são suas motivações, interesses e valores? Quais saberes pedagógico musicais são produzidos a partir de sua experiência docente?

Para tanto, o projeto engloba subprojetos incluindo o Programa de Avaliação Seriada da Universidade de Brasília (PAS/UnB); a configuração de estilos musicais em Brasília e Criatividade e Música (CRIAMUS).

 

 

 

 

 

Projetos de Pesquisa

Gêneros Musicais Brasileiros: mapeamento e análise

Projeto envolvendo a etnomusicologia, com ramificações nas áreas da musicologia (sistemática) e antropologia.  Tem como foco a pesquisa, documentação e análise dos diversos gêneros musicais presentes nas manifestações culturais tradicionais do Brasil, bem como seus processos de apropriação, transformação, reterritorialização, hibridização e re-significação nos mais variados contextos. Intenta-se promover uma reflexão, a partir de inventário e posterior análise, sobre gêneros musicais brasileiros e das transformações a que esses são submetidos em diferentes domínios da música. 


Busca-se a aplicação e extensão das ferramentas de análise musical para a abordagem da música popular urbana e tradicional associadas às metodologias etnográficas considerando, também, os repertórios de concerto e midiático que usufruam de técnicas, saberes ou estéticas da cultura tradicional. Para tanto, são empregados modelos etnográficos no que se refere à pesquisa de campo. Nessa perspectiva analítica, almeja-se uma espécie de hermenêutica da análise musical que objetivará indicar a maneira organizacional subjacente ao relacionamento dos fatos musicais observados, suas formas de integração e conexão, seu contexto e seu modus operandi, embasando, assim,a formação de teorias.


Com a junção desses campos de investigação procura-se unir domínios do conhecimento até então apartados, intenção essa justificada por viabilizar um entendimento integralizado do fenômeno musical, pois ao abstrair-se de considerações sobre o contexto social, ou sobre as estruturas engendradas em uma composição, tem-se deixado de lado parte significativa do complexo musical, tornando o conhecimento compartimentalizado.